Home / 3ª Prêmio STRIX (premiados de 2016)

3ª Prêmio STRIX (premiados de 2016)

premiostrixA terceira cerimônia de entrega do prêmio STRIX aconteceu em 14 de outubro de 2017, às 19h, dentro da programação do evento Livros em Pauta, na Associação Beneficente Osaka Naniwa Kai, em São Paulo. Compareceram cerca de 300 pessoas, entre convidados, indicados ao prêmio e colaboradores da Andross Editora. O mestre de cerimônias foi o editor da Andross Edson Rossatto, que publicou os livros em questão. A entrega das estatuetas fiou a cargo dos organizadores dos livros: Paola Giometti (Fogo de Prometeu, Engrenagens e Céus de chumbo), Leandro Schulai (Sabor da Paixão e Vendetta), Marcelo Aceti (Trilha de Lótus) e Alfer Medeiros (Tratado oculto do horror e Ponto de criação). Abaixo seguem informações dos indicados e premiados bem como imagens do evento e relação de música-tema de cada livro, interpretadas pelo duo Secretbox, representado por Michel Moe Pereira e Débora Sanna.

CÉUS DE CHUMBO (MÚSICA TEMA: “Mad world”, de Tears for fears) Auditoria de notas
Indicados:
A renovada barriga de aluguel, de Leandro Dupré Cardoso
A safra, de Camila Bonifácio
Coroa de chumbo, de Pedro Oliveira (LEVOU O PRÊMIO)
Ferro ou fogo, de Lucas Rezende de Paula
Gênese, de Ítalo Barbosa

ENGRENAGENS (MÚSICA TEMA: “Brass goggles”, de Steam powered giraffe) Auditoria de notas
Indicados:
A máquina Windrush, de Luís Fernando Carvalho Cavalheiro
Gato sombrio, de Ton Botticelli
O artefato-relógio, de Alexandre C. L. Magalhães
O imponente, de Sandro G. Moura
Um ponto de vista sobre a liberdade, de Denis Espanhol (LEVOU O PRÊMIO)

FOGO DE PROMETEU (MÚSICA TEMA: “Tears of the dragon”, de Bruce Dickinson) Auditoria de notas
Indicados:
A loucura do espantalho, de Murilo Negrello Barbosa (LEVOU O PRÊMIO)
A dama de mil faces, de Luís Fernando Carvalho Cavalheiro
Defeito na cama gelada, de Renan Bernardo
Lendas do Atlântico Sul: o cemitério de navios, de Paulo Dumi
O grito de Pã, de Henrique Pozebon

PONTO DE CRIAÇÃO (MÚSICA TEMA: “Free bird”, de Lynyrd Skynyrd) Auditoria de notas
Indicados:
A guerra dos oitenta anos, de Thaís Helena Tanaka (LEVOU O PRÊMIO)
Estrelas na calçada, de Thainá Rocha da Silva
Harmonia, de Marcia Miyasaki
O diabo do advogado, de Bruna Seda
Timidez crônica, de Diana Reghini Vanderlei

SABOR DA PAIXÃO (MÚSICA TEMA: “Kiss me”, de Sixpence None The Richer) Auditoria de notas
Indicados:
Café para dois, de Joely Queiroz
Casamento, de Agatha Andrade
Chá das cinco, de Jailson Duda
Final feliz, de Evelin Barboza (LEVOU O PRÊMIO)
Sinfonia do mar, de Maurílio Ribeiro da Silva

TRATADO OCULTO DO HORROR (MÚSICA TEMA: “Lullaby”, de The Cure) Auditoria de notas
Indicados:
A coisa que espreita no escuro, de Isaque Q. M. Lazaro
Apenas amor, de P. G. Karras
Boi da cara preta, de Isabela Vieira
Flores em réquiem, de Claudia Mina (LEVOU O PRÊMIO)
Zé do Peixe quer o seu voto, de Vitor Abdala

TRILHA DE LÓTUS (MÚSICA TEMA: “Words”, de The Bee Gees) Auditoria de notas
Indicados:
A cachaça, de Léa Rodrigues Ribas
A dança vadia das letras, de Lucio Panza (LEVOU O PRÊMIO)
Acordo com o tempo, de Alexandre Nobre
Menina Lua, de Isadora Sofia (I. S. P.)
Pontos e partes, de Alcimare Dalbone

VENDETTA (MÚSICA TEMA: “Here comes revenge”, de Metallica) Auditoria de notas
Indicados:
A garota do parque, de Ingrid Callado
Alicia — Jardim de Lírios, de Paulo Gonschior
Apetite, de Caio Peroni
Auto de resistência, de Vitor Abdala
Mandrágoras e madressilvas, de Rândyna da Cunha (LEVOU O PRÊMIO)

A Andross Editora ofereceu o 1º Strix de Prata a MARCIA MIYASAKI, pela amizade e lealdade.

VEJA FOTOS DO EVENTO